Polícia identifica R$ 54 mil em contas de suspeitos envolvidos na chacina de família no DF

Policiais investigam movimentação de outros valores; vítimas que estavam no cativeiro foram extorquidas, segundo a investigação.

A Polícia Civil do Distrito Federal identificou R$ 54 mil nas contas de Gideon Batista de Menezes e Horácio Carlos Ferreira, suspeitos do desaparecimento de dez pessoas da família da cabeleireira Elizamar da Silva. Segundo a corporação, as vítimas que estavam no cativeiro, em Planaltina (DF), sofreram agressões físicas e foram extorquidas.

Segundo o delegado Ricardo Viana, responsável pelo caso, o dinheiro encontrado nas contas dos suspeitos é referente a uma casa que Cláudia Regina, ex-esposa de Marcos Antônio, sogro da cabeleireira Elizamar, havia vendido em dezembro por aproximadamente R$ 200 mil. Pelo imóvel, a mulher teria recebido R$ 79 mil em espécie e R$ 130 mil em transações bancárias.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *