Nova Mesa Diretora entra na Câmara de Sapé com ajuda da polícia

Os vereadores que integram a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Sapé solicitaram, nesta sexta-feira (31), ajuda das forças policiais do Estado para terem acesso ao prédio do Poder Legislativo e poderem trabalhar. Desde a semana passada, os novos integrantes e os demais parlamentares estavam impedidos de atuar em favor da população por uma decisão do vereador Abraão Júnior de trancar a Casa Legislativa. Ele não aceita a decisão da Justiça que determinou o cancelamento da sessão que o elegeu para o biênio 2023/2024 e tenta se manter no poder.

Logo após a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) determinou o bloqueio das contas da Câmara Municipal e orientou que a Prefeitura de Sapé a não fizesse o repasse do Duodécimo ao Poder Legislativo até que a situação seja resolvida. Dessa forma, agindo dentro da Lei, a nova Mesa Diretora teve acesso ao prédio da Câmara Municipal com a ajuda de policiais.

“Temos uma decisão judicial e uma eleição já realizada para o novo biênio. Não é possível que o vereador Abraão Júnior tente se manter no poder de toda forma. É preciso respeitar as regras do jogo democrático. Por isso, nesta sexta-feira, solicitamos a ajuda policial para termos acesso à Câmara para trabalhar pelo nosso povo. Temos pautas importantes para votar e assuntos de interesse da população para discutir”, disse o novo presidente eleito Arquimedes Natércio.

Os outros novos dirigentes do Legislativo sapeense são os vereadores Antônio João Adolfo Leoncio, eleito Vice-Presidente; vereador Davyd Matias de Souza, eleito como 1° Secretário, e José Agamenon Gomes de Brito, eleito como 2° Secretário. Eles estarão responsáveis por dirigir os trabalhos do Parlamento Municipal no período de 24/03/2023 a 31/12/2024.

A sessão extraordinária para eleição da nova Mesa Diretora foi realizada no último dia 23 de março na sede da Biblioteca Municipal, já que a Câmara Municipal foi fechada pelo então presidente, Abraão Júnior, que enviou comunicado aos vereadores alegando que um curto circuito nas instalações elétricas do prédio impossibilitaria o funcionamento da Casa e dos trabalhos legislativos nos próximos dias. O problema só foi anunciado após a decisão do TJPB em realizar novas eleições na Casa.

MaisPB

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *